30 de setembro de 2010

Nas dobras do hipertempo

por Peter O'Sagae
 

Infinitas são as explicações. Porém, continuamos submetidos à dinâmica estranha da quarta-dimensão: o tempo. Assim, também os moradores da intrigante cidade de Cobra Norato construída ao longo de apenas uma avenida que se contorce morro acima e abaixo — e não é à toa que a imensa via pública se chama Oroboro. Exatamente lá, uma sexta-feira 13 de julho volta-se num looping, arremessando as pessoas ao reinício das mesmas ações: é o tempo que se repete; apenas a memória o repele... O tempo percebido de forma instintiva por todos nós como movimento mecânico e o mundo inteiro preso a sua repetição encadeada. De um incerto déjà vu à viva lembrança dos acontecimentos, sete pessoas tornam-se a esperança de parar o círculo vicioso — e precisarão correr com toda velocidade e inteligência que puderem!


Heitor, Paula, Estela, Ulisses, Flávio, Tigre e Rhana estão presos nesta obra finalista do Prêmio Jabuti: Babel Hotel, de Luiz Bras, aka Nelson de Oliveira (Scipione, 2009). Para cada personagem, um capítulo firmado sob o seu ponto de vista e uma explicação para a estranha ocorrência — porém, o autor não impõe o leitor à mesma história através de sete perspectivas diferentes! Começando como uma novela de mistério, suspense, ação e ficção científica, a narrativa juvenil avança com a ruptura das repetições, a cada vez que os personagens aprendem a corrigir seus passos e introduzir fatos novos no decurso da eterna sexta-feira.

“Cansado, arqueado, olho para a avenida e vejo que toda a cidade está paralisada. Lá fora nada se mexe: a copa das árvores, os carros, as pessoas, os cães, os gatos, a fumaça, o vento. No momento em que mergulhava em direção a um ipê-amarelo uma delicada esquadrilha de andorinhas foi pega e transformada num móbile imóvel. Por um minuto eu tenho a impressão de estar dentro de um imenso holograma.” (Flávio)

Um comentário:

  1. Peter, meu caro, que bom que você curtiu essa primeira aventura em Cobra Norato. Luiz gosta tanto do filme "Feitiço do tempo", que decidiu homenageá-lo no romance. A próxima história ambientada na cidade-serpente, ele me cochichou, será a de Efraim, um adolescente que acredita que é o Batman, rs.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores