23 de julho de 2010

Cinderela em Todo Mundo

por Peter O'Sagae
Yeh-Shen: a Cinderella story from China, de Ai-Ling Louie e Ed Young (Penguin, 1996). A mais antiga versão da história de Cinderela foi encontrada na China entre diversos manuscritos datados do século VII — mil anos antes de Charles Perrault, com sua adaptação para os Contes de Ma mère l'Oye (1697), dar ares aristocráticos a esse conto popular com os inquebrantáveis sapatinhos de cristal. Adaptada diretamente da tradição oral, a história de Yeh-Shen revela-nos a mesma jovem que, superando a maldade e o descaso da madrasta e suas irmãs adotivas, torna-se a noiva do filho do imperador.


A Cinderela Coreana, por Shirley Climo e Ruth Heller (Harper, 1993). A incansável Flor-de-Pera (Pear Blossom) é quem está sob os maus tratos de sua madrasta, nesta variante do conto. A fada-madrinha é substituída por outros auxiliares mágicos — uma rã, um papagaio e um boi — que permitem à jovem encontrar sua felicidade como a futura esposa de um magistrado. Neste livro, antigos padrões coreanos são cuidadosamente tecidos dentro de cada ilustração, emoldurando a narração e transformando o reconto em uma viva experiência visual.

A Cinderela Egípcia, por Shiler Climo e Ruth Heller (Harper, 1989). Rhodopis é uma jovem escrava grega, em meio às areias do Egito no século VI a.C., que recebe de um velho mestre um par de chinelos vermelho-encarnado. Descendo em voo rasante, um falcão rouba-lhe um pé dos preciosos chinelos e entrega-o ao grande faraó. Rhodopis torna-se inconsolável... Contudo, o faraó está a sua procura e a jovem irá conquistar seu coração, tornando-se a rainha e senhora do Egito.


Sootface: an Ojibwa Cinderella story, de Daniel e Robert San Souci (Bantam Books, 1997). Das tradições da tribo Ojibwa da América do Norte, Face-Cinza (ou Cara-de-Fuligem) é uma jovem que faz de tudo: cozinhar, costurar, emendar e remendar, além de saber o segredo de como fazer fogo com as próprias mãos. Após a morte do pai, ela se ocupa de todo trabalho de casa enquanto as duas irmãs mais velhas nada fazem da vida... Um guerreiro com o poder de tornar-se invisível anuncia a pretensão de encontrar sua noiva, uma mulher de coração honesto e delicado. Apesar do escárnio das irmãs, somente Face-Cinza pode ver e reconhecer o amado por quem sempre esperou.


The Turkey Girl: a Zuni Cinderella, de Penny Pollock e Ed Young (Little Brown, 1995). Uma jovem guardadora de perus vive no pueblo de Matsaki, sem que ninguém lhe saiba o nome, recebendo apenas milho e roupas velhas por seu discreto trabalho. Mas, ali mesmo, tão próximo a ela, esconde-se o amigo mágico — o Mais Velho dos Perus — que lhe concede dom e graças para participar do Festival de Dança do Pássaro Sagrado, no pueblo próximo de Hawikuh, trajando-a com roupas apropriadas, joias e violetas do deserto. A jovem zuni deverá voltar para casa antes que amanheça o dia no horizonte: do contrário, todas as aves lhe abandonarão!

Esta variante do conto borralheiro oferece um interessante contraponto para outras versões mais divulgadas. Envolvida com a dança e com os homens, a menina mal vê o céu clarear... Quando se lembra da promessa, o atraso já se tornou irremediável: os perus vão embora para qualquer outro lugar que ela desconhece! Mesclando-se ao feitio da lenda, a narrativa explica porque essas aves passaram a viver afastadas do contato humano em razão da desobediência da pequena guardadora e nunca mais atenderão nossos pedidos.

2 comentários:

  1. Ontem mesmo assisti a um maravilhoso documentário sobre contos populares da Espanha e ouvi fragmentos de uma história que minha avó me contava: a Estrellita de Oro, que é a versão espanhola da Gata Borralheira. Vale a pena conferir... Aqui vai uma sugestão para conhecer a história:
    http://www.ehiztari.com/Cuentos/Antologia/Estrellita_de_Oro.htm

    ResponderExcluir
  2. Ah! E esse aqui é o documentário (para vc Peter, não precisa publicar).
    http://www.rtve.es/mediateca/videos/20100710/documental-con-debate-los-cuentacuentos-julio-2010/831076.shtml
    Vale a pena a hora sentado na frente do computador...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores