17 de novembro de 2010

100 Anos de Rachel de Queiroz

Dobras da Leitura recebeu...


Escreve Maria Luiza de Queiroz:

« Rachel deixou poucos livros para crianças, embora fossem os que ela mais gostasse de escrever. Podem procurar nos seus livros de crônicas que, no meio dos temas adultos, haverá sempre alguma história dirigida às crianças: histórias de onças, de extraterrestres, de reis e princesas e até de assombração. Dizia ela, contudo, que era difícil escrever para crianças, pois a crítica delas é muito mais severa que a dos adultos [...] as três histórias, tão diferentes uma das outras e também escritas em épocas diferentes de sua vida, resume — talvez sem que ela mesma tenha notado — o que tocava de forma mais direta e mais funda o coração de Rachel: seu amor pelas crianças, pelos bichos e pelos passarinhos. Todas as três, de algum modo, ligadas a seu amor maior: sua terra, o seu Sertão e, encravada nele, a sua fazenda Não Me Deixes. »

Abrindo os livros



O menino mágico, original de 1969, recebeu Prêmio Jabuti de Literatura Infantil, agora com ilustrações de Laurabeatriz; Cafute & Pena-de-Prata, publicado pela primeira vez em 1986, com ilustrações de Maria Eugênia; e...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores