13 de janeiro de 2011

O alfaiate valente

texto da quarta capa assinado por peter o’sagae


Um simples alfaiate sai por terras distantes, usando um cinturão bordado com uma frase enigmática: “sete de uma vez”. Todos pensam que o jovem vencera sete homens de um só golpe... E logo o levam à presença do rei!

Neste conto popularizado pelos Irmãos Grimm, sorte e astúcia estão ao lado do rapaz. Em seu caminho, vemos surgir intrigantes personagens em meio aos cenários desenhados pela vívida imaginação de Olga Dugina e Andrej Dugin. Objetos aí se transformam em curiosas criaturas; plantas e animais em peças de vestuário, armas e arquiteturas bem ao gosto de Bosch e outros pintores medievais. Em uma aventura pela ilustração, o leitor descobrirá diferentes histórias paralelamente ao reconto de Arnica Esterl.



P.S. para Dobras da Leitura O’Blog

A efusiva ilustração do livro O alfaiate valente, combinando o talento de Andrej e Olga Dugina (Cosac Naify, 2.ed. 2010), demanda um minucioso estudo das relações palavra&imagem. A narrativa tradicional coligida pelos Grimm descreve com humor a ascensão social de um simplório, ou mesmo tolo, alfaiate, fazendo-se passar por uma pessoa que verdadeiramente não é. Como um arquétipo, o alfaiate é um tipo de embusteiro que costura e pode trocar suas roupas conforme a ocasião. Ora, à medida que o herói e a história avançam nesta versão de Arnica Esterl, a ilustração volta na contramão das conquistas do personagem: vemos cada elemento humano perder suas características físicas, desnudando um sentido mais profundo e psicológico de contradições entre o ser e o ter. Tudo o que respirava se coisifica.

Um comentário:

  1. Esta bela edição de "O alfaiate valente", conto recriado por Andrej e Olga Dugina, é mesmo cheio de "dobras" que possibilitam infinitas leituras para olhares sensíveis e agudos, como mostra a resenha. O texto do Peter faz um convite extra para abrirmos o livro.
    Silvia Oberg

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores