11 de março de 2014

tempo para jacaré

Dobras da Leitura 57, nov. 2008


Por que o jacaré se arrasta de sono durante o dia? Sua fama de dorminhoco é tão grande que, para as bandas do Ceará, ficou conhecido como jacaré bilé — o que significa dizer, tonto, tonto de tanto sono! Quando bate o sol na cabeça, ele fecha os olhos. Só vai acordar, depois que a tarde se for... E sabe por quê?


Vamos descobrir que o jacaré também é abilolado das ideias, com o livro de Alessandra Roscoe: O jacaré Bilé (Biruta, 2008), ilustrado digitalmente, em cores vibrantes, por Ítalo Cajueiro... Cheio artimanhas, o coelho desejava escapar da bocarra cheia de dentes e contou que a lua – sempre tão redonda, branca, bonita no céu – era feita de tapioca! E o Bilé acreditou! E passava toda noite, a noite inteira, tentando abocanhar a lua...


Essa narrativa possui o gesto verbal da lenda, ou conto etiológico, que explica o surgimento dos hábitos e crenças de um povo, ou das características de alguns animais. Enganado pela argúcia do coelho, o jacaré bocudo agitava as águas do açude a cada vez que "provava" a tapioca da lua – que, então, voltava a reaparecer inteira e redonda, e o jacaré lá ia abocanhar mais um pedaço, mais uma vez. Assim, com a barriga cheia (de água, né?), o Bilé ia se fartando contra a fome até dormir sossegado que era uma beleza. Por isso, durante o dia, o jacaré mal consegue se mexer. De tão cansado que está.

***

FOTO 1: O livro O jacaré Bilé, de Alessandra Roscoe, que o contador de histórias Maurício Leite levou para as mãos de crianças e adolescentes em Angola. Do blog [contos, cantos e encantos].

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores