14 de julho de 2011

cantando o cotidiano... alheio!

Peter O~Sagae


Mais facilmente que um camelo passar pelo Buraco da Agulha, atravessa o olhar de Socorro Acioli pelo buraco de uma fechadura! Neste Inventário de segredos, ilustrado por Mateus Rios (Biruta, 2009), descobrimos como os moradores de Urupemba estão irremediavelmente enredados na vida uns dos outros, sem tirar nem por uma letra a mais no alfabeto...


Garanto que a Amadeu a ama não deu leite furtado... Mas, o rapaz roubou o coração de Belinha e ela, sem ter do seu próprio, decidiu tomar o amor do Carteiro por quem o primeiro suspirava. Não deu em nada o desejo de vingança e desforra, pois o jovem admirava Dulcinéia, sempre à janela. Por causa do carteiro, sim, e uma carta de um tal de Ernesto, castigado pela sina, filho de Dona Firmina... Segredo é coisa que realmente não para, nem cala e vai ressuscitando o passado da boca de quem já ouviu muito pecado!

Socorro Acioli inventa trovas e sextilhas, engatilhando o leitor na vida alheia, mexendo com gente pobre, mexendo com gente rica, passando por muito amor, com humor, histórias de quem perdeu a estribeira e outras esperanças, bulindo com assombração e mesmo pessoa santa... Até Z! Haja fôlego, Socorro! Quem mais canta?


O primeiro poema do livro ‘tá aí musicado pelo grupo Breculê ;-) [saiba +]
Passo a palavra para a Prof. Neide Medeiros Santos [nas trilhas da literatura]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores