10 de maio de 2012

a outra cartilha da ervilha

peter o’sagae


Conta Maria Amália Camargo que “ela nem precisou de muito mais tempo para perceber que, vivendo naquele castelo, passaria o resto dos dias como naquela noite: em maus lençóis!” Tudo por causa de um grãozinho de ervilha e um príncipe que não tinha nada de grã-fino!



Cada um imagine a confusão que aconteceu com esta moça chamada Emília Ercília que lá chegou, debaixo de um toró, toda maltrapilha... Ou leia o livro para saber como ela mesma decidiu e enfiou-se pelo mundo afora até encontrar seu verdadeiro amor: alguém que realmente a ajudasse a encontrar o caminho para casa debaixo de tempo ruim.

Faça chuva, faça vento, com ilustrações de Ionit Zilberman a saltarilhar sempre bom humor, o texto de Maria “Emília” Camargo vira-mexe e palavras empilha para entortar, ops, recontar Andersen: A ervilha que não era torta... mas deixou uma princesa assim (Caramelo, 2012).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores