2 de dezembro de 2010

O menino azul

Dobras da Leitura 29

Cecília Meireles tinha lindos olhos claros, clarividentes talvez: olhos de quem sabe ver: magias, onnde a rima rima fácil feito um sonho e faz surgir um menino azul, azul como um desejo aberto; onde, o menino encontrará um burrinho manso que saiba conversar e contar histórias...


O menino azul, poema de Cecília Meireles extraído do célebre Ou isto, ou aquilo (1964), é aconchegado em um livro com ilustrações de Lúcia Hiratsuka para a coleção Magias Infantis, dirigida por Edla van Steen (Global, 2004). Atravessando páginas, o pequeno leitor caminha estrofe a estrofe, respirando imagens que conduzem o olhar por uma narrativa silenciosa que, ludicamente, se adivinhou dos versos: um menino e seu mundo, o céu e o papel azuis, uma lua tão alta e láctea, um burrinho lá desenhado. Então, ele de lá se descola e desloca-se acompanhando rio abaixo, num passeio entre montanhas e encarnadas flores — um mundo de cores para quem ainda não sabe ler.

* Ilustração extraída de [www.luciahiratsuka.com.br]


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores